Objetivo 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas

No Brasil é notório que ainda há um contexto social, econômico e cultural permeado - veladamente ou não - pela desigualdade entre os gêneros, situação na qual as raízes da violência muitas vezes encontram solo fértil.

Publicado em 19/12/2023

A Guerra Fria ultrapassou as rivalidades político-ideológicas impostas pelos Estados Unidos (EUA) e União Soviética (URSS). Diante do conflito mundial, os povos formaram redes de cooperação, com a finalidade de ser um espaço para compartilhar experiências vividas em diferentes países durante a guerra, disseminar ideias e se mobilizar em organizações.

Publicado em 05/12/2023

A Universidade Federal Fluminense através da Comissão Permanente de Equidade de Gênero da UFF (CPEG), convida para o evento “Gênero e raça em espaços de decisão na academia”. Neste encontro, serão discutidas questões relativas às dificuldades enfrentadas pelas mulheres, em especial mulheres negras, para alcançarem os espaços de poder e decisão no ambiente acadêmico. Será realizada uma homenagem póstuma à profa Alexandra Anastácio em reconhecimento ao seu brilhantismo em vencer as dificuldades e ocupar espaços na UFF.

Publicado em 26/11/2023

A Universidade Federal Fluminense convida, através da Superintendência de Documentação e da Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) toda a comunidade acadêmica e externa para uma tarde de atividades com foco na literatura e na justa troca de ideias, na inclusão, no respeito múto, na construção de uma sociedade mais igualitária, alinhada com o objetivo de promover o acesso à informação para o exercício de uma cidadania plena (gestão SDC 2023-2026).

Publicado em 25/10/2023

A Universidade Federal Fluminense convida, através da Superintendência de Documentação e da Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) toda a comunidade acadêmica e externa para a mesa de debate "Transfobias institucionais: caminhos para as mudanças" com a escritora Amara Moira, a vereadora Benny Briolly e os coletivos Transvesti UFFianas e Rede Visibiliza UFF. 

A Superintendência de Documentação (gestão 2023-2026) promove o acesso à informação para o exercício de uma cidadania plena, através de eventos on-line e presenciais, cursos de formação, incentivo e outras ações.

Publicado em 21/10/2023

A Universidade Federal Fluminense convida, através da Superintendência de Documentação e da Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) toda a comunidade acadêmica e externa para o (re) lançamento da nova edição do livro da autora Amara Moira, "E se eu fosse puta/pura" pela editora n-1 edições e do livro da autora Natânia Lopes, Cabaré, pela editora Urutau seguida de Roda de Conversa. 

Publicado em 21/10/2023

O cinema brasileiro tem ganhado o mundo. Nos últimos anos, foram vários os filmes nacionais presentes no circuito cinematográfico internacional, conquistando reconhecimento dentro e fora do país, como “Cidade de Deus” (2002), de Fernando Meirelles e Kátia Lund, “Tropa de Elite” (2007), de José Padilha, e “Bacurau” (2019), de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Para além do idioma e dos traços da cultura nacional, um ponto em comum é a marcante presença masculina nas obras.

Publicado em 21/09/2023

Em agosto é celebrado o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, um marco importante para o reconhecimento e a valorização da diversidade e da luta desse grupo. No entanto, essa data vai além de uma celebração: ela dialoga com a importância do alcance da igualdade de gênero e com os desafios enfrentados pelas mulheres, que são frequentemente invisibilizadas.

Publicado em 24/08/2023

Lavar as mãos foi uma das práticas recomendadas pelos órgãos de saúde pública durante a pandemia da Covid-19. No entanto, essa ação era um fator limitante para moradores de comunidades, em razão da falta do sabão como produto de limpeza. Além disso, a importância da mulher no cuidado com as crianças e, em muitos casos, como chefe de família, ficou evidente nesse período. Tais questões motivaram uma iniciativa da Universidade Federal Fluminense (UFF) para transformar essa realidade.

Publicado em 09/08/2023

Em 2022 foram mortas 1.437 mulheres por feminicídio no Brasil, de acordo com o Anuário do Fórum de Segurança Pública Brasileiro. De 2021 para 2022, o crescimento foi de 6,1%. Trata-se de um aumento alarmante para um país que possui a Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha, protegendo as mulheres da violência.

Publicado em 07/08/2023

Em abril de 1941, durante o governo de Getúlio Vargas, houve a publicação do Decreto-Lei 3.199, onde foi criado o Conselho Nacional de Desportos (CND), que determinava a proibição da prática de determinados esportes por mulheres, entre eles, o futebol. O decreto proibitivo se estendeu até 1979, quando teve sua revogação, mas somente em 1983 o futebol feminino foi regulamentado pela  Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Publicado em 12/07/2023

Heavy metal, punk e grunge são apenas três dos diversos estilos dentro do gênero musical rock, que apresenta ritmos imponentes com riffs de guitarra em conjunto com vocais poderosos e a sonoridade de baterias, baixos e teclados. Apesar da origem do gênero ser comumente atrelada a nomes masculinos, como Chuck Berry, Elvis Presley e Little Richard, mulheres também tiveram muita relevância na história do rock ‘n’ roll, para além do papel que permeia o imaginário social de fãs enlouquecidas e apaixonadas pelos integrantes das bandas.

Publicado em 06/07/2023

Na data de hoje é mundialmente comemorado o Dia Internacional da Mulher, ocasião em que elas são parabenizadas e presenteadas com flores e chocolates. Entretanto, a data marca muito mais do que uma simples homenagem às mulheres; ela reafirma a importância do estabelecimento de uma equidade de gênero em todos os âmbitos da vida, uma luta constante que muitas vezes é invisibilizada. Uma ação que caminha nesse sentido é a apresentação do Projeto de Lei (PL) do atual governo, que garante igualdade salarial de gênero.

Publicado em 08/03/2023

Em 11 de fevereiro é comemorado o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, uma iniciativa da ONU cujo objetivo é estabelecer um compromisso com a igualdade entre homens e mulheres na educação. Do ponto de vista nacional, o Brasil possui destaque pela participação feminina na ciência, representando 30% do total de pesquisadores em atividade, segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Publicado em 01/03/2023

No ano de 1932 as mulheres conquistaram a garantia de que elas poderiam votar e ser votadas. Atualmente, dados estatísticos da Justiça Eleitoral apontam que mais de 52% do eleitorado brasileiro é feminino, tornando as mulheres maioria entre os mais de 156 milhões de eleitores. No entanto, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), elas são minoria em relação à candidatura para cargos políticos. Nas eleições de 2022, a representação feminina soma 20% de eleitas para a Câmara dos Deputados. Das 27 cadeiras do Senado Federal, apenas três foram ocupadas por mulheres.

Publicado em 02/01/2023
Subscrever Objetivo 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas